segunda-feira, 13 de outubro de 2008

FILME:BIG FISH - SUGESTÃO


Big Fish é uma lição de vida, uma visão diferente da vida e do seu significado.
Ed Bloom é um grande contador de histórias. Quando jovem Ed saiu de sua pequena cidade-natal, no Alabama, para realizar uma volta ao mundo. A diversão predileta de Ed, já velho, é contar sobre as aventuras que viveu neste período, mesclando realidade com fantasia. As histórias fascinam todos que as ouvem, com exceção de Will, filho de Ed. Até que Sandra, mãe de Will, tenta aproximar pai e filho, o que faz com que Ed enfim tenha que separar a ficção da realidade de suas histórias.
O filme narra a reflexão de um filho sobre a personalidade de seu pai, grande contador de histórias mirabolantes, metáfora do título do filme que se refere às histórias de pescador. O pai está à beira da morte, e o filho, cansado das repetitivas lorotas surreais, tenta descobrir os mistérios e eliminar as fantasias criadas pela vida repleta de "causos" e aventuras improváveis do seu pai. Burton certamente buscou uma abordagem mais humana, mais melodramática para a história. Seguindo esta linha de concepção, Elfman compôs um belíssimo e colorido score, que traduz por um lado a bizarrice das histórias do pai, acompanhando a profundidade emocional das dúvidas do filho.
Repleto de simbologia, repleto de momentos que todos nós vivemos, e que todos nós gostariamos de viver.
Vale a pena conferir, esse é um dos filmes exibido no Curso de Hospitalar na aula de oncologia, onde após a sua apresentação é feito um debate para que possamos trocar idéias e conceitos sobre um paciente terminal.

2 comentários:

Eduarda disse...

Rosa..adorei o blog.vou estar sempre por aqui.Um beijo e sucesso!
=)

Braulio disse...

Cara Dra. Rosa!
Este filme vale a pena assistir!
nos remete a uma profunda reflexão!
Um abraço.

Braulio A. Filho